Uma rede para ampliar o impacto transformador do esporte

O Instituto Família Barrichello carrega no próprio DNA a promoção do desenvolvimento humano por meio do esporte. Com projetos realizados para crianças, adolescentes e idosos, o objetivo é gerar melhor qualidade de vida para as famílias de baixa renda, resgatando valores humanos e combatendo a exclusão social. A preocupação com a causa foi ampliada com o atual cenário de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Nesse contexto, a Rede Esporte pela Mudança Social (REMS), que reúne mais de 130 instituições que também acreditam no poder transformador do esporte, é ponto crucial para ampliar as estratégias.

O Instituto Família Barrichello é o atual responsável pela Secretaria Executiva da REMS, num ecossistema que agrupa oito organizações que formam o conselho de representantes e demais membros. Responsável pelo atendimento de mais de 200 mil pessoas por ano, a REMS foi fundada em 2007 no Brasil e na África do Sul, simultaneamente, e inspirou o desenvolvimento de movimentos semelhantes na Argentina e na Europa. Fomentada pela Nike e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a REMS está presente em 19 estados brasileiros mais o Distrito Federal, onde atua para dar visibilidade ao trabalho das organizações, demonstrando o impacto social e o poder transformador do esporte.


“Nós estamos juntos com a REMS desde o início e compreendemos que se trata de uma rede que reúne as organizações que atuam com esporte e desenvolvimento humano, exercendo uma política de cidadania, fomentando a política pública. Juntas, as organizações têm como objetivo único melhorar o serviço que é prestado à população. Cada organização atende o seu público, em territórios de alta vulnerabilidade, afinal o esporte tem esse DNA da transformação social”, explicou William Boudakian, diretor executivo do Instituto Família Barrichello.

“Enquanto rede, nossa união é uma estratégia para elevar essa causa. O Instituto Família Barrichello é responsável pela secretaria executiva, pelo terceiro ano consecutivo, exercendo o papel de mediação, facilitação e liderança democrática, para que nossos objetivos sejam alcançados. Nossas ações são realizadas para que a REMS seja pulsante para conseguir recursos, trazer pessoas, prestar contas e, claro, mobilizar a sociedade. Na prática, é isso que nós fazemos. Temos reuniões semanais de conselho e administramos todo esse processo”, relatou o diretor executivo.

Os princípios da rede estão interligados: considerar o ser humano em sua plenitude, difundir a diversidade, incentivar a participação e o protagonismo, e promover a inclusão. As organizações que integram a REMS promovem e desenvolvem ações ligadas ao esporte, dialogando em paralelo com temas transversais, como cultura de paz, direitos humanos, família, gênero, meio ambiente, raça e saúde, entre outros. Para tanto, a Rede Esporte pela Mudança Social adota três estratégias que funcionam como pilares de atuação. São elas:

  • Articulação Institucional e Integração: constrói parcerias com organizações nacionais e internacionais, públicas, privadas e do Terceiro Setor, de forma colaborativa, visando à disseminação do esporte como fator de desenvolvimento humano;
  • Mobilização Social: acompanha programas e políticas que possam influenciar o esporte pela transformação social, provocando mobilização regional e nacional, como forma de promover a participação da sociedade civil nas decisões governamentais;
  • Produção e Disseminação de Conhecimento: busca agregar informações sobre a área de esporte e desenvolvimento e socializar conhecimentos entre as organizações para fortalecer o movimento do esporte pela transformação social.

Os objetivos passam todos pelo fortalecimento de organizações que reconhecem o esporte como fator importante para o desenvolvimento humano, como a mobilização da sociedade brasileira para a criação e a execução de programas, ações e políticas públicas de esporte, visando a transformação social; a promoção de pesquisas e sistematização de conhecimentos que evidenciam a efetividade de projetos ou programas de esporte para a mudança social; e o aumento de recursos para o setor, ampliando o número de programas ou projetos de esporte para o desenvolvimento humano.

Mais informações sobre a REMS podem ser encontradas pelo site www.rems.org.br

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Fechar Menu
×

Carrinho